Na Areia

Tudo sobre as praias de Salvador – Blog do 6º semestre de Jornalismo da Faculdade Social da Bahia para a disciplina Jornalismo Online

Caminhar na praia pode solucionar o “pé chato”

pePé planovalgo flexível, popularmente conhecido como “pé chato”, o problema ocorre quando a sola e o arco estão achatados anormalmente. A descrição técnica da palavra representa uma diminuição do arco longitudinal medial do pé. Seja a denominação feita pelos profissionais da medicina ou a adaptada à linguagem coloquial, existe uma grande solução: areia da praia.

Aos 74 anos, a aposentada Waldete Mendonça da Silva sabe bem o que representa este assunto. Há dois anos, entre os problemas envolvendo o açúcar alto e dores na coluna, a ex-ferroviária ganhou um novo “presente de grego” ao consultar um ortopedista, após semanas com forte incômodo no pé direito.

– Eu, inicialmente, acreditei que seria uma dor comum. Como eu costumava andar muito pela rua, usando meu saltinho, pensei que fosse um desgaste, até mesmo pelo minha idade avançada. Mas não era só uma coisinha besta – contou.

walEntão, o que seria o verdadeiro causador de tantas dores na região do tornozelo direito? Ele mesmo: o ‘pé chato’. Waldete, mesmo contra vontade, foi obrigada a passar por uma intervenção cirúrgica, colocando dois pinos para reestabelecer o tendão do pé direito. A explicação médica foi simples. A não cavidade construída no pé o desgastou a ponto de desfazer toda estrutura de ligamento do membro inferior.

Para o ortopedista Marcos Reis, especialista em pé, “Dona Waldete foi um caso especial”. O médico acredita que, no passado, ela e seus pais não tinham as informações necessárias como temos hoje. “Infelizmente, ela sofreu exatamente do que vocês chamam de pé chato. A posição do pé dela ao andar, sem o desenvolvimento correto da musculatura, proporcionou esse probleminha no tendão”, explicou.

Marcos destaca a importância real da areia da praia no processo de prevenção para a inflamação no pé, que deve ser acompanhada desde o crescimento das crianças, entre três e quatro anos.

O pediatra Hagamenom Rodriguez concorda. Ele acredita que andar na praia é a forma mais simples de evitar o uso das botas ortopédicas

– Quando uma criança é indicada a fazer caminhadas pela areia não é motivo de desespero. Geralmente, entre dois e quatro anos, a criançada está começando a passar pelo processo de calcificação e, por isso, a atenção dos pais é essencial. Se perceber o filho pisando de forma diferente, com os joelhos apresentando características incomuns ou um lado do calçado mais gasto, sem pânico, é hora de levar ao médico especialista – amenizou.

nadan
A enfermeira Michelle Barbosa de Souza, 28 anos, já é uma mãe superpreocupada com o futuro dos pés da pequena garota Fernanda, sua filha, de dois anos. Segundo ela, independentemente do que for dito pelos médicos, daqui a dois anos, quando as mães são induzidas a iniciar o tratamento com os calçados infantis, a paparicada ‘Nandinha’, como é chamada por tias e avós, sentirá na pele – ou melhor, na sola dos pés – o bom de andar na areia da praia.

– Apesar do meu trabalho, só acompanhei uma paciente que apresentou este problema, e não quero isso para minha filha. Vou, com certeza, deixar minha garotinha livre, leve e solta para correr e criar sua cavinha nos pés. Mas, hoje, meu único problema está em relação aos horários de ir à praia, devido ao meu trabalho, e ao forte sol que depois pode resultar em alguma coisa com a pele de minha filha – diz.

O pediatra Hagamenon, que também é pai, tranquilizou Michele e fez questão de deixar claro qual é o melhor horário e a forma de acompanhar as crianças no chamado banho de sol, atualmente, muito evitado também pela insegurança e falta de limpeza das praias na orla de Salvador.

“Falar sobre isso não é mais novidade para ninguém”, explica o pediatra. Segundo ele, a melhor forma de curtir e se proteger é ficar na praia somente até as 10 horas da manhã. Se preferir ir mais tarde, o melhor horário é no fim do dia, por volta das 17 horas.

Deixe uma resposta esperta:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 14 de dezembro de 2012 por em Uncategorized e marcado .

Navegação

%d blogueiros gostam disto: